Cabeçalho

Há anos ocorrem ricos diálogos sobre Civilização Humana e Filosofia, Teologia, História e Cultura em geral! Tudo que possa interessar a alguém que espera da vida um pouco mais que outra temporada de BBB! Após diversos convites a tornar públicos estes diálogos, está feito! Quem busca uma boa fonte de leitura, por favor, NÃO VISITE este site. O que esperamos, de fato, é a franca participação de todos, pois não se chama “Outros Discursos”.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Amizade existe?


“Pessoas ao redor do mundo sentiram, na tarde desta quinta feira, oscilações na Força!”, talvez esta sentença não tenha qualquer significado para alguns leitores deste Blog ¹, mas faz todo o sentido para um grupo de três amigos que à pouco se reuniu para tomar um chá num Shopping Center na Zona Leste de São Paulo.

terça-feira, 20 de março de 2012

D.E.D. ¹: O que, afinal, são as Galáxias?


Alguém é capaz de me esclarecer como é possível existir uma Galáxia? Não vale visitar a Wikipédia e me trazer um “copy paste” da definição de “Galáxia”. A minha dúvida não é sobre sua forma ou definição, mas sim sobre a condição de possibilidade de sua existência. Explico:

quinta-feira, 8 de março de 2012

Fragmentos - Apenas Uma Palavra!


            Existe uma frase, uma interrogação, a qual repetimos com tamanha frequência que chega a parecer um mantra.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Que a Força esteja com você!


            A mesma experiência desta manhã (da semana retrasada, considerando a data na qual pretendo publicar o presente texto), levou-me a uma segunda reflexão ¹, a qual preferi inserir em um texto distinto para não misturar os assuntos. Muitas vezes as palavras e ações de terceiros nos atingem de forma negativa, nos magoam e machucam espiritualmente (mentalmente) e até mesmo fisicamente. É o Mal que nos fazem. Muitas vezes este mal pode ser realizado inconscientemente, como o caso do sujeito que passou na minha frente no trânsito. Ele não tinha qualquer intenção de me machucar (de fato, não o fez), apenas desejava chegar mais rápido em seu destino, não obstante, me fez algum mal, já que me levou a pensamentos negativos. Frequentemente somos alvejados por males realizados tanto de forma consciente quanto inconsciente. Não me cabe, neste momento, discutir os motivos do agente daquela maldade. No momento, quero refletir sobre nossa reação à maldade.